Moda Lisboa TRUST

março 16, 2013

Depois dos outfits que usei na Moda Lisboa, ficam agora as imagens da razão para existir Moda Lisboa e por existir moda em Portugal, os designers e as suas colecções. 

Confesso que nunca segui muito o trabalho de Ricardo Dourado, shame on me, fiquei tão surpreendida quando vi esta colecção,  como é que ainda não conhecia o teu trabalho?
Adoro o material branco tipo rede, algo similar ao usado na colecção SS 2013 da Sportmax, as texturas dos materiais usados são fabulosas e enquanto parecia que seria uma colecção com linhas muito rígidas e em tons neutros aparece um vestido com estampados coloridos e com umas mangas perfeitas. 






Penso que já disse no blog o quanto sou fã do trabalho do Valentim Quaresma, nunca me desilude. É um criativo, arrisca e desenvolve sempre colecções espectaculares. Adoro a combinação dos metais com todos os outros materiais, just perfect.


































Pretos e brancos, cortes fantásticos e um styling de fazer inveja. Que mais podemos querer de Aleksandar Protic


Quando começou o desfile de Pedro Pedro toda a gente comentava a mesma coisa, os sapatos fantásticos, sejam botas em preto e branco com tacão gigante ou mocassins na mesma linha, fruto da colaboração do designer com a marca Basilius. Uma das outras coisas que admirei imenso no desfile foram os casacos, aquele branco oversized é o meu sonho. 
































Alexandra Moura, como já devem saber, é das minhas designers favoritas, mais uma vez os sapatos,  oxford shoes com aplicações metálicas, fizeram as delícias de todos. Surpreendentemente, desta vez fiquei extasiada com a colecção de homem, simples, cortes direitos mas fenomenais. Sem contar, claro, com o já esperado fantástico styling. 

































Dino Alves, mais uma vez extasiada com a colecção de homem e as botas de salto alto que as modelos femininas usaram.



Filipe Faísca, uma colecção mais minimalista, cores neutras e cortes fantásticos. Aqueles dois vestidos em rosa pálido e bordeau ficavam tão bem no meu armário. 

Sei que imensa gente não gostou nada da colecção de Marques Almeida, eu, sinceramente, adorei. O denim rasgado em conjugação com uma atitude I Don't Care foi o que me fez cair em amores por esta colecção. Marques Almeida são assim, uma dupla de designers que segue as suas próprias regras em vez de tendências e não querem saber do resto, gostaria de um dia os entrevistar e saber como é na opinião a mulher Marques Almeida, a resposta será algo como alguém que adora designs diferentes mas não exagerados e que não quer saber da opinião dos outros. 
Digam o que disserem, eu, adorei. 
































Nasceu uma nova religião, a V!TOR. Aquela que todas as raparigas vão seguir porque contém tudo com que uma rapariga sonha: riscas pretas e brancas, camarões, gatos fofinhos e unicórnios. V!tor é o mestre dos estampados digitais, com a adição à marca de Luísa Cativo, V!tor elevou a marca a outro nível em que os ídolos são os ícones famosos da era digital, tal como o Grumpy Cat. Tudo isto combinado com muito bom humor dá a marca o destaque merecido. 
Aproveito para dizer que a marca V!TOR lançou recentemente a loja online com a colecção S/S 2013 que, passo a palavra, é linda de morrer. 

M.

2 comentários:

  1. gostei imenso do "resumo" da moda Lisboa! fantástico blog.

    Visita-me em http://bibbidibobbidibruxitaboo.blogspot.pt/ e segue, comenta e partilha!

    Beijinhos!

    ResponderEliminar

Contemporary Lives Here © 2017
Template by Blogs & Lattes